VERSO

Ana Guillot

20*

Digo finalmente que eu também
já vi
meu corpo banalizado

digo que estive vendo-me
nos passos exíguos dos demais
e que minguei a alma
(como eles)
para evitar

E tão abaixo
tão inocente o riso
no entanto

 

*Poema reproduzido do site http://www.antoniomiranda.com.br/ , tradução de Antonio Miranda

ana guillot

Ana Guillot é uma voz expressiva da literatura argentina atual. Tem bravo currículo como educadora na área de letras, no segundo grau e superior. Destaca-se também pelo ativismo e articulações que resultam na ampliação da visibilidade da literatura. Ao longo da sua trajetória tem participado de encontros de poesia na Argentina e em outros países. Sua poesia já foi publicada e traduzida na Espanha , Venezuela , México , Áustria , Estados Unidos , Itália , Inglaterra, Itália, Portugal, Brasil e Alemanha, entre outros países


Voltar  

Confira também nesta seção:
20.09.21 16h08 » Marina Taborelli e Silva
13.09.21 16h54 » Lourembergue Alves
06.09.21 17h58 » Alberto Pucheu
30.08.21 19h00 » Isabela Vannucchi
16.08.21 21h00 » Ana Guillot
09.08.21 17h00 » José Danilo Rangel
02.08.21 17h40 » Ademar Adams
26.07.21 19h00 » Beth Brait Alvim
19.07.21 17h22 » Jennifer Trajano
12.07.21 17h00 » Carminha Ferreira
05.07.21 19h08 » María Ángeles Pérez López
28.06.21 18h07 » António Poppe
21.06.21 18h17 » Ana Miranda
14.06.21 18h50 » Nicolas Santos
07.06.21 18h58 » José Pinto
31.05.21 18h58 » Kátia Borges
24.05.21 19h17 » Afonso Henriques Neto
17.05.21 17h05 » Ernst Herbeck
10.05.21 19h30 » Miguel Jubé
03.05.21 19h00 » Poesias sobre "mãe"

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet