VERSO

María Ángeles Pérez López

Tremor dos andaimes interiores*


Desarrolhada a luz
como uma flor de ventre aquecido,
onde o sopro de ar ao final
de si mesmo, abotoado em si mesmo
por cada hora?

Calcinação e o pranto lento do desastre.

Oh primor das formas, e o reverso
é uma ambígua ferida…!

 

*Poema reproduzido do site https://revistaacrobata.com.br/ , com tradução de Floriano Martins


 

maria angeles

María Ángeles Pérez López nasceu em Valladolid (Espanha). Ganhadora de várias premiações, é poeta e professora da Universidade de Salamanca. Já publicou inúmeros livros e está presente em diversas antologias. Seus versos estão em obras editadas em países como Venezuela, México, Equador, EUA, Colômbia, Peru, Itália e Portugal. Ela é membro correspondente da Academia Norte-Americana de Língua Espanhola

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
19.07.21 17h22 » Jennifer Trajano
12.07.21 17h00 » Carminha Ferreira
05.07.21 19h08 » María Ángeles Pérez López
28.06.21 18h07 » António Poppe
21.06.21 18h17 » Ana Miranda
14.06.21 18h50 » Nicolas Santos
07.06.21 18h58 » José Pinto
31.05.21 18h58 » Kátia Borges
24.05.21 19h17 » Afonso Henriques Neto
17.05.21 17h05 » Ernst Herbeck
10.05.21 19h30 » Miguel Jubé
03.05.21 19h00 » Poesias sobre "mãe"
26.04.21 17h14 » José Villa
19.04.21 15h58 » Natasha Tinet
13.04.21 21h06 » Mascha Kaléko
05.04.21 18h47 » Amanda Berenguer
29.03.21 16h14 » Roseana Murray
22.03.21 18h00 » Elke Erb
15.03.21 17h28 » Michel Houellebecq
08.03.21 17h24 » Adalberto Müller

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet