VERSO

José Villa

Mallarmeana*

 

Coloca a cebola na frigideira
mais do que segura de que é inverno
demasiado temerosa do odor que se leva seu cabelo
da consagração que humildemente
a perfuma. Sabe e não sabe
que cozinha
que os círculos brancos da cebola
logo estarão dourados.

 

*Poema reproduzido do site http://www.antoniomiranda.com.br/ , tradução de Antonio Miranda

mario varela

josé villa

Nascido em 1966 na província de Buenos Aires, José Villa é reconhecido como um dos principais poetas contemporâneos da Argentina, pertencente à chamada "Geração dos 90". Foi sócio da revista de poesia 18 Whiskies e da editora Ediciones del Diego. Já publicou livros como "Cornucopia" (1996), "8 poemas" (1998), "Poemas long" (2006) e "Camino de vacas" (2007), entre outros

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
10.05.21 19h30 » Miguel Jubé
03.05.21 19h00 » Poesias sobre "mãe"
26.04.21 17h14 » José Villa
19.04.21 15h58 » Natasha Tinet
13.04.21 21h06 » Mascha Kaléko
05.04.21 18h47 » Amanda Berenguer
29.03.21 16h14 » Roseana Murray
22.03.21 18h00 » Elke Erb
15.03.21 17h28 » Michel Houellebecq
08.03.21 17h24 » Adalberto Müller
01.03.21 16h27 » Leandro Rabelo Batista
22.02.21 14h00 » Fiama Hasse País Brandão
15.02.21 16h47 » Daniel Osiecki
08.02.21 16h00 » Mauro Iasi
01.02.21 18h00 » Mardson Soares
25.01.21 18h46 » Hilda Machado
18.01.21 16h57 » Yin Lichuan
11.01.21 21h00 » Djalma Passos
04.01.21 22h00 » Manoel Mourivaldo Santiago-Almeida
28.12.20 21h37 » Três poemas evocando a passagem de ano

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet