SALÃO JOVEM ARTE

No Arsenal, na Lava Pés e no Cine Teatro



rosylene pinto

bosque

"Sobre o colo do altíssimo 3", do artista Bosquê, obra vencedora de prêmio aquisição

Após 5 anos de inexplicável ausência, 2021 marcou o retorno do mais tradicional evento artístico de Mato Grosso. Exposições em três locais de Cuiabá compõem a programação do 26º Salão Jovem Arte de MT. Em duas dessas mostras, estão as obras selecionadas para esta edição do Salão, enquanto acontece também uma terceira exposição homenageando grandes nomes das artes visuais do Estado, que faleceram recentemente.

O Salão é sempre muito bem vindo, desde quando foi criado, lá se vão 45 anos. Foi montado pela primeira vez em 1976 como um símbolo de resistência da classe artística à ditadura militar no Brasil. Ajudou a alavancar a carreira de vários artistas mato-grossenses e é preciso considerar que, através dele, as nossas artes visuais conquistaram visibilidade nacional e internacional. 

O valor e a importância do Salão é incontestável. Quero crer que a maior parte dos artistas de MT pensam assim, porém, os gestores públicos da cultura estadual "patinaram" muito ao longo dos anos. Ora, deveríamos estar na 45ª edição do certame, mas estamos apenas na 26ª. Incompetência? Descaso?... ou qual seria o motivo para essa inoperância da gestão pública que, de uma forma ou de outra, podemos dizer que "surrupiou" 19 edições do evento. 

Feita essa crítica necessária, cabe agora elogios ao Salão que aí está. Estou para ir conferir as três exposições com calma e silêncio, pois é assim que gosto de observar as artes. Pelo que já li e pesquisei, reparo numa grande renovação, que faz surgir novos expoentes nas nossas artes. A equipe responsável pelo evento deu conta do recado e aproveito pra parabenizar a todos os envolvidos.

rosylene pinto

domingas miolo

Obra "Tütaratsa", de Domingas Apatso, ganhadora de prêmio aquisição

Registro aqui o meu convite para que visitantes do tyrannus que lerem estas linhas, compareçam às exposições que reúnem trabalhos de 63 artistas e/ou coletivos, que foram selecionados. As obras foram produzidas por artistas, entre eles, pessoas de etnias indígenas - nossos ancestrais, que vivem em municípios como Chapada dos Guimarães, Cáceres, Primavera do Leste, Brasnorte, Várzea Grande, Colíder, Nossa Senhora do Livramento e Lucas do Rio Verde, além de Cuiabá. 

A espera acabou! Desde a semana passada o 26º Salão Jovem Arte, que retorna após cinco anos, trazendo frescor às artes de Mato Grosso, pode ser visitado. E a programação é híbrida: divida em três espaços culturais de Cuiabá e ainda com visitação on-line.

Compõe a programação, além daS exposições das obras selecionadas, no Cine Teatro Cuiabá, a Exposição dos Artistas Homenageados em Memória, com curadoria de Jeff Keese e textos poéticos de Dani Paula Oliveira.

São obras de 11 gigantes das artes mato-grossenses, que partiram recentemente: Clovis Irigaray, Regina Pena, Benedito Nunes, Adir Sodré, Magna Domingos, Marta Catunda, Nilson Pimenta, Valdivino Miranda, Marília Beatriz, Rafael Rueda e Sebastião Mendes.

Essa exposição contou, ainda, com exibição de documentários inéditos sobre três dos 11 homenageados: ‘Se Essa Rua Fosse Nunes’, com direção de Felippy Damian; ‘O Voo de Regina Pena’, de Laercio Miranda; e ‘Trajetória: Nilson Pimenta’, dirigido por Amilton Martins.

Após a noite de abertura, a Exposição dos Artistas Homenageados em Memória ficará disponível para visitação, de terça a domingo, das 8h às 18h, até dia 12 de dezembro.

Os projetos expográficos desta mostra e das outras duas foram desenvolvidos pelo arquiteto Jeff Keese – com experiência em várias expografias de São Paulo - em parceria com o cenógrafo Douglas Peron. A palavra 'expografia' define o trabalho de projetar e desenhar o espaço e organização de obras de arte numa exposição.

Mostra principal

As obras dos artistas selecionados estão expostas na Galeria Lava Pés, espaço situado na Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer. Essa mostra abriga nove das dez categorias do Salão. Vale o registro de que a Secel-MT é a realizadora do Salão Jovem Arte.

Estarão disponíveis para visitação as obras das categorias pintura, desenho, ilustração, escultura/objeto tridimensional, videoarte, grafite/muralismo, gravura, instalação e performance. Os artistas selecionados trouxeram a vanguarda das expressões culturais – motivo do nome da exposição: jovem é a arte, sempre reconhecida por inovar, transformar.

Vislumbrando medidas de biossegurança, a recepção será na quadra de esportes ao lado da Galeria Lava Pés, permitindo visitação presencial controlada, além de garantir exibição das obras de arte em um telão.

rosylene pinto

liberio

Obra "Pariko (cocar) Boe", de Liberio Boe, que conquistou o 1º lugar na categoria instalação

Na abertura dessa exposição foram anunciados os vencedores por categoria e os dois prêmios aquisitivos.

“A arte sempre cumpriu o papel de revelar a sociedade, provocar reflexões sobre ela e convidar para o novo. Estamos muito felizes com a qualidade das obras que recebemos. E estamos em um momento social crucial. A arte sempre nos salvou e está salvando novamente”, comentou o diretor geral da exposição híbrida, o cineasta e produtor Luiz Geraldo Marchetti, do Centro Audiovisual Luiz Marchetti (CALM).

O CALM e a organização social Instituto Kurâdomôdo – Cultura Sustentável, dirigida por Cleide Arruda, foram contratados pela Secel/MT, mediante seleção pública, para organizar o 26º Salão Jovem Arte.

O titular da Secel/MT, Beto Dois a Um, reforçou a importância cultural da iniciativa para Mato Grosso. “Grandes nomes das artes visuais foram revelados no Salão Jovem Arte e estamos na expectativa dos novos talentos que surgirão nesta edição, além de fortalecer a cultura, formar público e consagrar os artistas da nossa terra”.

A exposição dos artistas selecionados seguirá aberta para visitação até dia 10 de dezembro, sempre de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 14h às 20h.

fred gustavos

salão fred miolo

"Labirinto", de Fred Gustavos, obra que levou o primeiro lugar na categoria fotografia

Fotografias

A terceira mostra presencial do 26º Salão Jovem Arte é composta pelas obras selecionadas da categoria Fotografia. Os trabalhos podem ser conferidos na Galeria de Artes Visuais do Sesc Arsenal.

Além das fotografias selecionadas, estão expostas as obras do artista homenageado em vida Rai Reis, renomado fotógrafo de Mato Grosso que registrou, além das belezas naturais do Estado, a arte pulsante e muitas obras dos artistas homenageados em memória.

O lançamento do livro “Cáceres: Passado e presente de uma geografia poética”, de autoria do fotógrafo homenageado, editado pela Carlini & Caniato também compôs a programação do evento.

A exposição segue aberta até dia 10 de dezembro, sempre de terça a sábado, das 14h às 21h e aos domingos, das 14h às 20h

Programa Educativo

Pela primeira vez, o Salão Jovem Arte promoverá um programa educativo voltado para professores e interessados em geral. Intitulado “Modos de Ver”, o objetivo é formar novas plateias para as artes visuais. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site www.discosimaginais.com. 

A metodologia adotada pelos arte-educadores Caio Ribeiro e Ruth Albernaz é a de formação teórica e mediação da prática, reunindo professores para prepará-los para o ensino de arte a alunos do ensino médio. O programa inclui ainda um material de apoio físico e digital com textos de artistas convidadas.

As atividades do Programa Educativo (oficinas e bate-papos) ocorrerão entre 22 e 24 de outubro e, por medidas de prevenção à covid-19, serão realizadas por lives transmitidas nas redes sociais.

Catálogo

Ainda será distribuído gratuitamente um catálogo completo, com toda a ficha técnica do 26º Salão Jovem Arte, com informações das mostras e o registro dos artistas e das obras expostas. Haverá a opção impressa e a on-line, pelo site oficial do evento (www.discosimaginais.com).

 

PREMIAÇÕES

PREMIAÇÃO PRINCIPAL
2 Prêmios Aquisição:
Bosquê
Artista premiado pela obra “Sobre o colo do altíssimo 3”

Domingas Apatso “Tütaratsa”
Artista premiada pela obra “Tütaratsa”

PREMIAÇÃO POR CATEGORIA
Pintura
1º lugar / Renato Medeiros
Artista premiado pela obra “Transparente / Avesso”
2º lugar / GORA
Artista premiado pela obra “Se eu dobro a esquina eu sinto a culpa do meu multiverso”
3º lugar / Toninho
Artista premiado pela obra “Estilingues de madeira”

Escultura / Objeto tridimensional
1º lugar / Rosylene Pinto
Artista premiada pela obra “Nunca mais seremos os mesmos”
2º lugar / Nhantumbo’Space
Artista premiado pela obra “Vó Linda”
3º lugar / YBY
Artista premiado pela obra “Vai virar jacaré”

Fotografia
1º lugar / Fred Gustavos
Artista premiado pela obra “Labirinto”
2º lugar / Projeto ELÃ
Coletivo premiado pela obra “Sekhmet Hi-Tech_O futuro é ancestral”
3º lugar / Rayane Vitoria
Artista premiada pela obra “Fotografando nossa história I”

Videoarte
1º lugar / Coletivo Ijã Mytyli de cinema manoki e myky
Coletivo premiado pela obra “Pinjawuli _ o veneno me alcançou”

Grafite / Muralismo
1º lugar / Rogério Mendes
Artista premiado pela obra “Ifodí e Titanic”

Gravura
1º lugar / Guadá Senatore
Artista premiado pela obra “Por falta de vacin-AÇÃO”
2º lugar / Vermelho
Artista premiado pela obra “Na Hora H”

Desenho
1º lugar / Aroldo Ávila
Artista premiado pela obra “Ayahuasca”
2º lugar / Thaís Magalhães
Artista premiada pela obra “Organismo”

Ilustração
1º lugar / Marcelo Velasco
Artista premiado pela obra “A Oficina de Névio Lotufo”

Instalação
1º lugar / Liberio Boe
Artista premiado pela obra “Pariko (cocar) Boe”

Performance
1º lugar / THEATRO FÚRIA
Coletivo premiado pela obra “Nós_Sapiens”


OBSERVAÇÃO: o tyrannus agradece aos artistas premiados Rosylene Pinto e Fred Gustavos, que enviaram as fotos que ilustram este texto

matheus pinto

rosylene

Rosylene Pinto e sua obra "Nunca mais seremos os mesmos", 1º lugar na categoria esculturas



SERVIÇO

O QUE: 26º Salão Jovem Arte de MT

ONDE: Galeria Lava Pés, até dia 10 de dezembro,de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 14h às 20h. Cine Teatro Cuiabá, de terça a domingo, das 8h às 18h, até dia 12 de dezembro. Sesc Arsenal, até 10 de dezembro, de terça a sábado, das 14h às 21h, e domingo das 14h às 20h
MAIS INFORMAÇÕES: https://www.discosimaginais.com/

 

protásio de morais

equipe

A equipe responsável pela montagem do Salão


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet