VERSO
Danilo Zanirato


Você serve a mim*

 

Você serve a mim
Na justa medida
De um homem
E de um poeta.

Para o homem
Você dá
Tudo o que de melhor tem:

A doce teia de tua boca
O fruto maduro dos teus seios
O banho cálido com tuas mãos e esponja.

Para o poeta
Você serve,
Com suas asas de anjo
E sorriso de Dama da Noite,
Um completo banquete
De rimas e versos.

 

*Poema enviado pelo autor, solicitado pelo tyrannus

zanirato miolo

Danilo Zanirato nasceu em Rolândia (PR), mas vive em Cuiabá há 36 anos. É médico ginecologista e escreve poesia desde a adolescência. Costuma publicá-las nas redes sociais. Já lançou o romance "O Arquipélago de Dâmocles" (2020) e lançará brevemente "Mar de Solidão". Junto com Nenêto de Arruda e Sá, organizou a coletânea "Poetas da Praça"


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: https://tyrannusmelancholicus.com.br/