Sexta, 23 de julho de 2021, 15h41
SERENATAS DA ALEGRIA
Apresentações prosseguem até agosto

lorenzo*

mario friedlander

serenatas

O Grupo Siriri Patucha leva a alegria da cultura popular às casas

O projeto “Serenatas da Alegria” nasce da vontade do ator e produtor, Luciano Bortoluzzi, de proporcionar ao público de Chapada dos Guimarães, um retorno às apresentações artísticas envolvendo circo, teatro e dança da maneira mais segura possível.

Durante a pandemia, a melhor forma de prevenção é manter-se em casa. Como realizar espetáculos presencias com as pessoas seguras em casa? Levando os espetáculos até a casa das pessoas, respeitando protocolos de segurança e o distanciamento entre artistas e público. 

A melhor imagem para ilustrar esse projeto, são as antigas Serenatas. Os artistas farão suas apresentações ao ar livre, nos portões das casas. O público assiste as apresentações no seu quintal, sentado nas suas próprias cadeiras, ou na soleira da porta.

As apresentações serão divididas em 02 etapas realizadas na zona rural e urbana de Chapada dos Guimarães nos meses de julho e agosto de 2021. O público escolhido para receber as Serenatas foram os alunos da Apae e os Idosos das comunidades de Lagoinha de Baixo e Rio da Casca. Lembrando que esse público já tem ao menos uma dose da vacina contra o covid-19, bem como a maioria das pessoas da equipe e elenco do Serenatas.

Os artistas que farão as apresentações sairão de suas casas, com os equipamentos de segurança (máscaras e álcool gel) e manterão uma distância segura do seu público. 

O projeto 

Um “Mini Festival”, unindo dança, teatro e circo. Dessa forma pode ser definido o  projeto “Serenatas da Alegria”, que  propõe 24 apresentações de Dança, 20 apresentações de Teatro e 40 apresentações de Circo distribuídas da seguinte forma:

Na zona urbana serão realizadas 60 apresentações e na zona rural 24 apresentações.

Representando a Dança, o Serenatas contará com o: Grupo Folclórico de Siriri Patucha e Grupo Elementares do Quilombo. O teatro fica sob a responsabilidade de Wanderson de Paula e as artes circenses com o  Trio Pirathiny.

“Serenatas da Alegria” foi um dos projetos vencedores na categoria Artes Cênicas (que engloba dança e circo) do Edital Prêmio Municipal de Cultura 002/2020 de Chapada dos Guimarães com os recursos da Lei Aldir Blanc, através da Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Meio Ambiente de Chapada dos Guimarães.

mario friedlander

serenatas

Wanderson Paula é o responsável pelas apresentações teatrais do Serenatas

Ficha técnica:

Produção, divulgação e direção geral: Luciano Bortoluzzi
Assistente de produção: Elton Martins
Representante do teatro: Wanderson de Paula 
Representantes da dança: Grupo Folclórico Siriri Patucha, direção Pedro Boaventura e Deijanil do Nascimento e Grupo Elementares do Quilombo, direção Tatiana Reis.
Representante do circo: Trio Pirathiny, direção Luciano Bortoluzzi.
Apoio de produção em Rio da Casca: Anildo Moreira.
Apoio de produção em Lagoinha de Baixo: Tatiana Reis.
Fotos: Sofia Kawall.
Vídeo: Rodrigo Bortoluzzi.
Apoio Cultural: APAE Chapada dos Guimarães, Conselho de Cultura de Chapada dos Guimarães gestão 2020, Comunidade de Rio da Casca, Comunidade de Lagoinha de Baixo, Prefeitura Municipal de Chapada dos Guimarães e Secretaria de Turismo, Cultura e Meio Ambiente de Chapada dos Guimarães. 

Cronograma:

De 23 de julho à 11 de agosto em Lagoinha de Baixo, Rio da Casca e Chapada dos Guimarães. Duração: de 15 a 30 minutos de apresentações por casa. Todas as apresentações são livres e gratuitas.

perseu azul

serenatas

O Grupo Elementares do Quilombo é uma das atrações do projeto

O proponente

O “Serenatas da Alegria” foi idealizado por Luciano Bortoluzzi que é o proponente do projeto. Ele reside e atua em Chapada dos Guimarães/MT, desde 2011. 

Em 1999 começa a viajar pelo Brasil e exterior com o espetáculo solo "Esperando o Lima", do Trio Pirathiny, tendo se apresentado e ministrado cursos de formação para atores em todos os estados brasileiros, em 11 países da América do Sul, Alemanha e França.

Nos anos de 2012 e 2013, criou, dirigiu, subiu a lona, atuou como palhaço e produziu eventos no Circo Pirathiny, espaço cultural destinado a apresentações teatrais, shows musicais, circo, dança e cinema. 

Em 2017 realizou como produtor, curador e artista a "Primeira Mostra da Alegria da Zona Rural de Chapada dos Guimarães" levando circo, teatro, música, dança e cinema para 04 comunidades da zona rural de Chapada dos Guimarães/MT.

Em 2018 e 2019 realizou como produtor, curador e artista a Mostra Regional Programação Cultural e Infantil do "Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães, edições 33 e 34” coordenando as apresentações de mais de 160 artistas de MT, durante 60 horas de evento, distribuídas em 03 finais de semana.

Em 2019 participou como palhaço e produtor dos projetos “Sesc Itinerante” e “Sesc na Estrada” levando o Trio Pirathiny para mais de 50 apresentações em praças e escolas no interior de Mato Grosso, Cuiabá e Várzea Grande.

O objetivo do projeto Serenatas da Alegria é aproveitar a experiência dos grandes eventos de 2017, 2018 e 2019 para realizar apresentações em formato de mini festival, unindo circo, teatro e dança, com o máximo de segurança possível. Tendo como público a alunos da APAE e Idosos da zona rural do município de Chapada dos Guimarães.

Além do trabalho com circo e produção de festivais, Luciano Bortoluzzi, tem participado como ator, em séries e filmes de longa metragem nacionais.

Destaque para série “Sintonia” da Netflix, onde interpreta o Pastor Leopoldo na primeira temporada, filmada em São Paulo em 2019 e na segunda temporada, SP 2021 (em fase de pré-lançamento). 

Também no catálogo da Netflix, participou como ator do longa metragem “Mãe só há uma” de Anna Muylaert, SP 2016.

Atuou nos filmes de Mato Grosso, premiados em festivais nacionais e internacionais:

“A Batalha de Shangri-lá” de Severino Neto e Rafael de Carvalho, MT 2019.
"Loop" de Bruno Bini, MT, 2019.
“Aquele Disco da Gal” de Juliana Curvo e Diego Baraldi, MT 2017. 
“#Juri” de Samantha Col Debella, MT 2018.
Além do longa metragem “O Anel de Eva" de Duflair Barradas, MT, filmado em 2019 (em fase de finalização). (*com assessoria)

melissa guimarães

serenatas

O Trio Pirathiny vai levar artes circenses às famílias de Chapada

melissa guimarães

serenatas

O Trio Pirathiny vai levar artes circenses às famílias de Chapada

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: https://tyrannusmelancholicus.com.br/