UTERUS MUNDUS

Em cartaz na Galeria Lavapés



basaia

 

O documentário curto "Uterus Mundus" é uma atração especial em cartaz, até 12 de dezembro, na Galeria Lavapés, situada na Secel-MT, bairro Goiabeiras. Pode ser conferido das 8 até as 18h, diariamente. Ao longo de 22 minutos a diretora Marithê Azevedo, desenvolve sua narrativa em torno da a obra da artista plástica Vitória Basaia. 

Realizado com recursos da Lei Aldir Blanc, via edital MT Nascentes da Secel-MT, o curta documental compõe a programação do 26º Salão Jovem Arte de Mato Grosso.

Segundo Marithê Azevedo “para a realização de Uterus Mundus  foi construída uma poética audiovisual singular, específica, para revelar o universo de Basaia, guiada pelas ideias de Uterus e Mundus". Ela destaca que o audiovisual procura expressar dois dos principais traços do trabalho da artista: a tematização do feminino (uterus) e a criação de uma cosmogonia (mundus).

basaia casa

 

Marithê ressalta a própria casa de Basaia,  que também se transformou numa obra,  traz em todo o seu espaço, a intervenção da artista, que aparece como personagem no audiovisual, assim como, o caos e um pensamento sobre a arte e a vida no tempo presente, que resvalam em todo o processo.  

Sobre o curta Basaia comenta: “A arte veste o vestido da minha própria pele. A casa habita e acolhe meu cosmo-agonia, guarda em si uma energia que só eu pensei entender". A artista frisa que no documentário de Marithê Azevedo a energia dos sentidos e sentimentos  se revelou.  "Lá estou eu gestando meu mundo e parindo o imaginário que me  povoa e se abriga em todos cantos como construção de mim mesmo. Fico ali diante das imagens e sons em silêncio e, como espectadora,  observo o meu próprio eu em Uterus Mundus", sugere a artista.

basaia

 

Vitória Basaia  diz que Marithê conseguiu captar e ver até o que está escondido nela - Basaia. Sobre o documentário também comentou a editora Maria Teresa Carracedo:  “neste documentário poético entramos na intimidade de uma artista intensa, visceral, inquieta, compulsiva. Sempre pensei como seria maravilhoso que muitas pessoas pudessem 'entrar' nas diversas salas da grande e misteriosa ‘caverna’ de Vitória Basaia". Carracedo imaginava, até então, que essa experiência sensorial só seria possível com uma visitação presencial à sua casa-ateliê-museu-galeria, mas se enganou: "Uterus Mundus proporciona essa imersão a milhares de pessoas.” 

Equipe

O curta tem a fotografia de Rosano Mauro, trilha sonora de Cristina Dignart, direção de produção Carol Araújo, produtora associada Latitude Filmes e a participação de Aline Figueiredo, Serafim Bertoloto, Ludmila Brandão, Adriana Milano e Julio César Carvalho. (*com assessoria)

basaia

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet