POESIA

Gianni Sicardi

Quando o amor parecia morto

Quando o amor parecia morto
Paz na terra.
A morte está sempre a trabalhar.
O amor alimenta a morte?
A morte e o amor
trabalham juntos sem o saberem?

Quando parece haver dor
na morte que trabalha
ou há dor nos trabalhos do amor.
Não dormem o amor, a dor e a morte?

Quando parecia que.
Bestas da memória
farrapos.
A morte não tem farrapos, não morre.
Paz na terra.
O amor derrota a morte
todo o amor
todas as diferentes classes de amor
mas sobretudo o amor inocente.

Quando parecia que o amor
já não trabalhava
ou não alimentava
ou doía ou estava morto.
Subitamente
como daquela vez em que atravessava uma rua
aquela rua inocente
e de súbito soube que era ele
era ele
que era ele quem atravessava a rua.
E como daquela vez
nessa rua inocente
ela chega de súbito
e a dor e a morte
começam a tremer
a tremer
a tremer.

Quando parecia que o amor. Paz
paz na terra
às mulheres de boa vontade.

A luz de um fósforo
pode ocultar a noite
mas toda a noite não pode ocultar
a luz de um inocente fósforo.

 

*Reproduzido de http://universosdesfeitos-insonia.blogspot.com , tradução de HMBF

 

Gianni Sicardi (1933-2002), poeta da Argentina


Voltar  

Confira também nesta seção:
20.10.19 12h00 » Amélia Biagioni
16.10.19 20h00 » Humberto Espíndola
13.10.19 12h00 » Irene Rezende
09.10.19 19h00 » Robert Walser
06.10.19 12h00 » Jean Narciso Bispo Moura
02.10.19 18h30 » Sérgio Lima
29.09.19 13h00 » Carlos Barbosa
25.09.19 20h30 » Fabrício Marques
22.09.19 11h00 » Tove Ditlevsen
18.09.19 20h30 » Gianni Sicardi
15.09.19 18h00 » José Eduardo Martins de Barros Melo
11.09.19 21h00 » Denise Freitas
08.09.19 19h30 » Milan Dekleva
05.09.19 12h00 » Mailson Viana
02.09.19 00h10 » Miltos Sachtouris
29.08.19 12h00 » Guilherme R. B. de Araujo
26.08.19 12h00 » H. Dobal
22.08.19 19h00 » Leilah Accioly
19.08.19 17h00 » Dorottya Bánkövi
15.08.19 18h00 » Hart Crane

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet