POESIA

Li He

Frio do norte*

 

um lado é o negro brilho a sombra e três são púrpura
o gelo encobre o rio mortos dragões e peixes
rompe-se em três a casca e quebra-se a madeira
passam carros de peso sobre as águas duras
as flores da geada à grama como prata
facas não cortariam o céu denso à neblina
ondas marinhas sobem chocam-se em rugido
montanhas silenciam ao arco-íris jade

 

Li He (790-816)

 

*Reproduzido de http://revistamododeusar.blogspot.com , com tradução de Ricardo Portugal e Tan Xiao

 

Li He (790-816), poeta da China

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
27.05.20 00h10 » Henry David Thoreau
20.05.20 00h01 » Ana Cláudia Romano Ribeiro
13.05.20 10h00 » Ana Guadalupe
06.05.20 10h00 » Gustavo Jugend
29.04.20 10h00 » Diego Wayne
22.04.20 00h01 » Alda Lara
15.04.20 16h00 » Eliane Potiguara
08.04.20 18h05 » Zé Bolo Flô
01.04.20 19h00 » Alexandra Vieira de Almeida
25.03.20 19h00 » Gilberto Nable
19.03.20 00h10 » Horacio Castillo
12.03.20 18h10 » Cinthia Kriemler
05.03.20 18h00 » Eunice Arruda
27.02.20 17h00 » Ashraf Fayadh
20.02.20 18h00 » Ângela Coradini
13.02.20 18h30 » Deborah Dornellas
06.02.20 18h30 » Thomas Kinsella
30.01.20 19h00 » Daniella Oliveira
20.10.19 12h00 » Amélia Biagioni
16.10.19 20h00 » Humberto Espíndola

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet