POESIA

Li He

Frio do norte*

 

um lado é o negro brilho a sombra e três são púrpura
o gelo encobre o rio mortos dragões e peixes
rompe-se em três a casca e quebra-se a madeira
passam carros de peso sobre as águas duras
as flores da geada à grama como prata
facas não cortariam o céu denso à neblina
ondas marinhas sobem chocam-se em rugido
montanhas silenciam ao arco-íris jade

 

Li He (790-816)

 

*Reproduzido de http://revistamododeusar.blogspot.com , com tradução de Ricardo Portugal e Tan Xiao

 

Li He (790-816), poeta da China

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
13.10.19 12h00 » Irene Rezende
09.10.19 19h00 » Robert Walser
06.10.19 12h00 » Jean Narciso Bispo Moura
02.10.19 18h30 » Sérgio Lima
29.09.19 13h00 » Carlos Barbosa
25.09.19 20h30 » Fabrício Marques
22.09.19 11h00 » Tove Ditlevsen
18.09.19 20h30 » Gianni Sicardi
15.09.19 18h00 » José Eduardo Martins de Barros Melo
11.09.19 21h00 » Denise Freitas
08.09.19 19h30 » Milan Dekleva
05.09.19 12h00 » Mailson Viana
02.09.19 00h10 » Miltos Sachtouris
29.08.19 12h00 » Guilherme R. B. de Araujo
26.08.19 12h00 » H. Dobal
22.08.19 19h00 » Leilah Accioly
19.08.19 17h00 » Dorottya Bánkövi
15.08.19 18h00 » Hart Crane
12.08.19 10h28 » Moacyr Sacramento
08.08.19 18h00 » Dante Gatto

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet