ANÍBAL ALENCASTRO

Documentário, podcasts e site



pedro coelho

aníbal capa

Aníbal discorrendo sobre o livro "Os Anos Dourados dos Nossos Cinemas"

Cartógrafo, historiador, artista plástico e projecionista que trabalhou nas principais salas de cinema de rua de Cuiabá na década de 1960 (como o Cine Teatro Cuiabá, Cine São Luiz e Cine Bandeirantes), Aníbal Alencastro é o personagem central de projeto contemplado pelo Edital Conexão Mestres da Cultura Marília Beatriz de Figueiredo Leite (Lei Aldir Blanc/Secel-MT). 

Nos últimos dias estão acontecendo as gravações do curta documentário que integra o projeto e que mostrará Aníbal em diferentes espaços da capital. Nessas ocasiões Alencastro trará à tona memórias da lida com a projeção cinematográfica e do convívio com outros profissionais saudosos do circuito de cinema de Cuiabá de meados do século passado, como Bela Tabori, Sebastião Palma, Névio Lotufo e José Mário Fontes Amiden. 

A etapa de gravações do documentário têm sido orientada pela atenção aos protocolos de proteção e segurança relacionadas à COVID-19. Desse modo, além das gravações com equipe reduzida na casa de Aníbal (composta pelo diretor Diego Baraldi, pelo diretor de fotografia Moacir Francisco de Sant’Anna Barros, pela técnica de som Isabelle Almeida e pelo fotógrafo still Pedro Coelho) foram eleitos como locação dois espaços culturais que têm importância central na trajetória do homenageado: o Cine Teatro Cuiabá e o MISC (Museu da Imagem e do Som de Cuiabá). O primeiro por ser a única das salas de cinema de rua em que Aníbal trabalhou e que ainda se mantém em funcionamento; o segundo por abrigar uma sala com acervo de equipamentos cinematográficos doados por Aníbal à instituição.

Complementa o conteúdo gravado um passeio com Aníbal pelas ruas de Cuiabá, em veículo conversível dirigido pelo colecionador de carros José Antônio Marinho (Magal). Nesse passeio com um Ford A 1929 conversível, Aníbal revisitará espaços da paisagem urbana onde se localizavam salas de cinema de rua da cidade, como o Cine São Luiz, Cine Tropical, Cine Bandeirantes e dezenas de outros cinemas menores, conhecidos como “cineminhas” ou “cinema de poeira”, importantes espaços de sociabilidade para os mato-grossenses quando as salas de cinema de rua atraíam multidões. 

pedro coelho

anibal miolo

Aníbal Alencastro e equipe da etapa de gravação do documentário

 

Integram o projeto transmídia uma série de episódios de podcast centrada nas memórias de Aníbal e um site que reunirá uma heterogeneidade de materiais pertencentes ao acervo pessoal de Alencastro. O site também pretende agregar outros conteúdos relacionados à memória das salas de cinema de rua de Mato Grosso, em interação com o público, que será convidado a compartilhar relatos e imagens sobre as salas de cinema de rua de Mato Grosso. 

“Além de memória-viva sobre a época de ouro dos cinemas de Cuiabá, Aníbal é um colecionador de histórias sobre personalidades, lendas, ruas e espaços culturais de Cuiabá. O documentário pretende realçar a importância de Alencastro como um mestre de cultura que compartilhará com espectadores do presente alguns saberes relacionados às técnicas de projeção cinematográfica que tendem à desaparição no atual contexto de digitalização do cinema”, aponta Diego Baraldi, diretor do documentário e proponente do projeto transmídia. 

O projeto é realizado com recursos de fomento da Lei Aldir Blanc e foi selecionado no Edital Conexão Mestres da Cultura Marília Beatriz de Figueiredo Leite, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT). (*com assessoria)

pedro coelho

anibal miolo

O pioneiro do cinema mato-grossense e alguns dos projetores do seu acervo pessoal

 

SERVIÇO

O QUE: projeto transmídia sobre Aníbal Alencastro, pioneiro do cinema em MT
STATUS: em andamento
MAIS INFORMAÇÕES: memoriasdeanibalalencastro@gmail.com


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:


  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet