PROJETO

Lives em janeiro, fevereiro e março



samba miolo

Joari Augusto, músico e diretor executivo do projeto

O projeto "Samba na Praça" vai realizar shows virtuais nas Praças da Mandioca, do Choppão e Ulisses Guimarães (das Bandeiras). O objetivo é levar a alegria e chegar com segurança nos lares dos amantes do Samba e Choro, um grupo formado por cinco músicos, que atua há mais de duas décadas na capital mato-grossense, sempre com casa lotada. 

Selecionado no edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), o projeto conta com recursos da Lei Adir Blanc, intervenção dos governos Federal e Estadual para fomentar a arte e manifestações culturais de Mato Grosso, auxiliando o fomento da economia criativa de uma classe fortemente afetada.

Para o diretor executivo do projeto, Joari Augusto, mesmo com toda crise ocasionada pela pandemia, o mundo não pode parar e a alegria é extremamente necessária para aliviar a alma das pessoas.  “Atividades como apreciar a arte e ter momentos sociais foram afetadas pela pandemia da Covid-19. Mas o samba é resistência. Nós queremos proporcionar emoções positivas, mesmo à distância, acalentar as pessoas e levar alegria aos lares", comenta Joari.

A professora e pesquisadora da economia criativa, Ana Lucialdo, explica que a música é um elo gerador de inclusão social e riqueza da economia artísticamente criativa. Ela lembra que  a música é uma das mais antigas manifestações culturais do homem, sendo uma arte enraizada de sentimentos e pertencimento cultural. 

“A música em sua criação é performance da manifestação de sentimento de uma sociedade e representa uma importante categoria para a cadeia produtiva da economia criativa mundial, por gerar emprego e renda”, relata Ana.

Para a professora, o samba é considerado um dos mais importantes fenômenos culturais do Brasil. “É um ato  de resistência afro com suas raízes fincadas  na expressão cultural africana e nas tradições folclóricas brasileiras, especialmente aquelas ligadas ao samba rural primitivo dos períodos colonial e imperial, portanto, grande expressão cultural e representante da economia criativa”, complementa. (*com assessoria)

 

SERVIÇO

 

O QUE: Lives do projeto Samba na Praça
QUANDO: dias 15 de janeiro, 12 de fevereiro e 12 de março, sempre às 18h
ONDE: Facebook @sambanapracamt e @joariaugusto  
MAIS INFORMAÇÕES: 65-98144 2200

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet