V MOSTRA

Organização do Coletivo Quariterê



negro

 

A Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso abriu inscrições para seleção de filmes que irão compor a sua quinta edição. Neste ano, serão aceitas produções audiovisuais realizadas a partir de 2017, e também videoclipes sem limitações de tempo.

As inscrições vão até o dia 30 de julho e devem ser feitas de forma online acessando o site do Coletivo Audiovisual Negro Quariterê (http://www.quaritere.com.br/). Assim como a inscrição, a Mostra esse ano será de forma online e transmitida pelo site do Coletivo.

Este ano, a temática da Mostra é Sobre(vivência) e foi escolhida para falar da resiliência do povo negro. Estar dentro de um sistema que cada vez mais coloca a negritude e a arte como inimigos. O cinema negro no Brasil tem, desde seu nascimento, a força motriz do antiepistemicídio, do antirracismo e da construção de novas potências de viver. "Sobrevivemos sabendo que nossos corpos e ideias são os alvos, buscando na ancestralidade os exemplos para (re)construir nossas histórias e (sobre) viver às dificuldades", é o que destaca o conceito do festival.

A Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso surge como uma ferramenta para debater e refletir sobre o protagonismo negro no audiovisual, além de ser uma resposta aos anseios de produtores afrodescendentes de Mato Grosso, que buscam dar visibilidade à produção audiovisual negra regional e nacional. 

A Mostra acontece há 5 anos e é a única do gênero no estado. Salvaguardar o evento anual é dialogar com as necessidades, discutir as vivências e estratégias de sobrevivência em um estado fora do eixo. Para os organizadores, o cinema, enquanto agente transformador de vidas, precisa ter uma parcela de representação nas vidas dessas pessoas e não alimentar estereótipos da representação dos negros no cinema.

O Coletivo

O Quariterê é responsável pela Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso desde sua segunda edição (2017). Em 2018, teve como convidadas especiais Joyce Prado (APAN) e Adélia Sampaio, primeira negra a dirigir um longa-metragem no Brasil. Em 2019, homenageou o professor, militante, antropólogo e cineasta doutor Celso Luiz Prudente.

O Coletivo realiza mensalmente a Sessão Afrocine, em parceria com o Cineclube Coxiponés (UFMT), além de sessões em escolas públicas de Cuiabá, comunidades quilombolas e cidades do interior do estado. Em tempos de quarentena o Coletivo lançou o canal QuariTV no YouTube e IGTV, com entrevistas de personalidades negras sobre arte, saúde mental e isolamento social. (*da assessoria)


SERVIÇO

Inscrições e regulamento: http://www.quaritere.com.br/

 

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet