NOVA TRADUÇÃO

Tiragem inicial esgotou em um dia



machado

O escritor estadunidense David Eggers publicou texto no site da revista The New Yorker dizendo que é um dos livros mais espirituosos já escritos

Machado de Assis (1839 – 1908) volta a ser notícia com o lançamento da nova tradução em inglês de seu livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, nos EUA, pela Editora Penguin, no esta semana, no dia 2. O clássico da literatura brasileira foi reverenciado em crítica da revista New Yorker e a tiragem esgotou em apenas um dia.

Assinada por Flora Thomson-DeVeaux, a versão tem prefácio assinado pelo escritor norte-americano David Eggers, que publicou texto no site da revista The New Yorker, o que pode ter contribuído para as vendas. Nele, Eggers diz ser um dos livros "mais espirituosos já escritos" e que quase não foi lido por falantes da língua inglesa no século XXI.

O romance de Machado de Assis está como o mais vendido da Amazon na categoria de literatura latino-americana. Também aparece em quinto na categoria de realismo mágico. A forma como foi categorizado deve-se pelo fato da narrativa ser feita por um morto. No Brasil, o romance é fundador do realismo.

O lançamento faz parte de uma série de novas traduções de Machado de Assis nos Estados Unidos. Em 2018, uma reunião de seus contos havia sido publicada no país, com repercussão entre a crítica literária local. "Memórias Póstumas de Brás Cubas" ganhou anteriormente outras traduções no EUA, como a de William L. Grossman, nos anos 1950.

machado

Machado lançou este clássico da literatura nacional em 1881, há exatos 139 anos

Este clássico da literatura nacional foi lançado em 1881, há exatos 139 anos. Com um narrador que resolve contar sua vida depois de morto, Machado de Assis mudou radicalmente o panorama da literatura brasileira, além de expor de forma irônica os privilégios da elite da época.

Com este  lançamento nos EUA, verifica-se que o seu romance sempre oferece uma nova descoberta, um desafio e atrai novos leitores. O escritor apresenta no texto também uma ruptura pela caracterização das personagens, analisadas através de seus aspectos comportamentais na sociedade. Apelidado pelos vizinhos de “Bruxo do Cosme Velho”, pois teria queimado cartas em um caldeirão em sua casa que ficava na Rua Cosme Velho, no Rio de Janeiro, Machado de Assis também é conhecido por escrever outras obras fundamentais na formação literária dos brasileiros, como “Dom Casmurro”, “O Alienista”, “A Cartomante” e “Memorial de Aires”. (*reproduzido de https://www.correiodopovo.com.br/


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet