CINEMA ALTERNATIVO

Seis filmes, de terça a sexta-feira



exorcista

"O exorcista", clássico do terror mundial. Matinê grátis, 3ª

Muito diferente da oferta das salas de cinema nos shoppings cuiabanos é o que rola nas sessões alternativas em alguns espaços da cidade. O Cineclube Coxiponés, na UFMT, através de curadorias específicas e também em parceria com o Cine Teatro, todas as semanas, oferece filmes que passam ao largo do critério meramente comercial.

Nesta semana esse circuito alternativo começa na terça (10), estendendo-se até sexta-feira (13). São matinês gratuitas, sempre às 14h, na Sala Névio Lotufo (UFMT), às 14h; e uma sessão noturna, no Cine Teatro, com ingressos baratinhos.

Na terça ganha exibição, à tarde, um clássico do terror mundial: "O exorcista" (William Friedkin, EUA, 1973). No elenco, entre outros, Linda Blair, Ellen Burstyn, Max von Sydow, Jason Miller. Para maiores de 16 anos.

Na sinopse, Uma atriz vai gradativamente tomando consciência de que a sua filha de doze anos está tendo um comportamento assustador. Deste modo, ela pede ajuda a um padre, que também é um psiquiatra, e este conclui que a garota está possuída pelo demônio. O padre solicita então a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina da possessão.

O filme foi selecionado por uma curadoria coletiva envolvendo Antonio Cuyabano, Diego Cavalcante, Luísa Gratão e Olavo Fernandes.

elegia crime

"Elegia de um crime", documentário sobre tragédia familiar

Também na terça, à noite (19h30), com ingressos a dois e quatro reais, no Cine Teatro, tem "Elegia de um crime" (Cristiano Burlan, Brasil, 2018). Classificação indicativa para 18 anos.

O documentário reporta um fato em Uberlândia (MG), que aconteceu em 2011. Isabel Burlan da Silva, mãe do diretor, é assassinada pelo parceiro. “Elegia de um crime” encerra a “Trilogia do luto”, que aborda a trágica história da família. Diante da impunidade, o filme mergulha numa viagem vertiginosa para reconstruir a imagem e a vida de Isabel. Prêmio EDT de Melhor documentário e Prêmio ABD/SP no Festival É Tudo Verdade 2018.

A mencionada "trilogia do luto" começou com "Construção" (2006), que narra a morte do pai do cineasta, e prossegue com "Mataram meu irmão" (2013), grande vencedor do Festival É Tudo Verdade daquele ano, que recupera a trajetória acidentada de seu irmão, Rafael.  

A curadoria é assinada por Diego Baraldi.

normais

"Os normais", uma comédia brasileira de boa qualidade

Na quarta (11), em matinê grátis (14h), outra produção brasileira ganha exibição na UFMT: "Os normais" (José Alvarenga Jr., Brasil, 2001/2003). O roteiro é de Jorge Furtado e estão no elenco Luiz Fernando Guimarães, Fernanda Torres, Marisa Orth, Evandro Mesquita, dentre outros.

Traz como protagonistas o casal Rui e Vani, noivos há sete anos. Eles ainda não se casaram oficialmente. Têm basicamente os mesmos gostos e neuroses, mas brigam sempre. Apesar dos conflitos, cenas de ciúmes, brincadeiras e muita confusão, eles se consideram um casal normal.

Foi selecionado pelos curadores Gabriel Billy e Isabela Venâncio. Para maiores de 18 anos.

hair love

"Hair Love", premiado curta de animação estadunidense

Quinta-feira (12) tem duas animações: um curta e um longa, na UFMT. A partir das 14h, entrada franca, livre para todas as idades.

Primeiro o curta "Hair love" (Matthew A. Cherry, Bruce W. Smith, EUA). Narra a história de um homem que deve pentear a filha pela primeira vez.

Em seguida vem o longa "Homem-aranha no aranhaverso" (Bob Persichetti, Peter Ramsey & Rodney Rothman, EUA, 2018).  

Como protagonista, tem Miles Morales, jovem negro do Brooklyn que se tornou o Homem-Aranha inspirado no legado de Peter Parker, já falecido. Entretanto, ao visitar o túmulo de seu ídolo em uma noite chuvosa, ele é surpreendido com a presença do próprio Peter, vestindo o traje do herói aracnídeo sob um sobretudo.

aranhaverso

"Homem-aranha no aranhaverso", badalada produção dos EUA

As animações foram selecionadas pela turma Raiza Silva Muller Leal, Gabriela Rodrigues Plothow, Lucas Do Nascimento Bezerril, Vinicius Vieira Rodrigues, Alice Silva Dos Reis e Edeizi Monteiro Metello.

Fecha a semana na sexta (13), 14h, com classificação para maiores de 18 anos e entrada franca, na UFMT, "Kids" (Larry Clark, EUA, 1995). No elenco, entre outros, Leo Fitzpatrick, Chloë Sevigny, Rosario Dawson. 

Nova York é a cidade onde rola a história, que explora o conturbado mundo dos adolescentes, que consomem drogas e quase nunca praticam sexo seguro. Um garoto, que deseja só transar com virgens, e uma jovem, que só teve um parceiro mas é HIV soropositivo, servem de base para tramas paralelas, que mostram como um adolescente pode prejudicar seriamente sua vida se não estiver bem orientado.

A curadoria é de João Pedro Régis. (*com assessoria e informações de vários sites)

kids

"Kids", o universo adolescente dos EUA nos anos 1990

 


Voltar  

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet