Sexta, 29 de janeiro de 2021, 13h08
EVENTO ONLINE
15 produções audiovisuais de MT na internet

tyrannus*

aquilo

Raphaely Luz em "Aquilo que me olha", curta de Felippy Damian

O protagonismo e a visibilidade das pessoas trans são foco da Live da 2ª Celebração do Dia da Visibilidade Trans, que acontece a partir das 20h de sexta-feira, 29 de janeiro, com transmissão pelo Canal do YouTube do Cine Teatro Cuiabá (a Live também poderá ser acessada pelo facebook.com/cineteatrocuiaba). A programação completa do evento inclui música e exibição de audiovisuais de MT. Todos os curtas exibidos ficarão disponíveis, por tempo indeterminado, no link https://wp.me/pcAp0d-1b

Apresentada pelas multiartistas A Luisa Lamar & Lupita Amorim, a Live conta com performance musical de Cristopher Chaves e promoverá a estreia mato-grossense do curta “Origens”, dirigido por Anna Maria Moura, Bruna Leite, Jennifer Sabino & Rubia Bernasci (2020, 9'). Desde o período matutino desta sexta, pelo facebook.com/cineteatrocuiaba, já estão sendo compartilhados audiovisuais realizados por pessoas que residem em Mato Grosso e que colocam em cena pessoas trans. A Live também será oportunidade para conversa, entre apresentadoras e público, sobre os audiovisuais compartilhados desde a manhã. A live é de acesso gratuito e tem classificação indicativa 18 anos. 

A proposta dessa programação é dar continuidade à ação promovida em parceria com o Cine Teatro Cuiabá no Dia da Visibilidade Trans de 2020. Naquela ocasião, além do lançamento do premiado longa “Bixa Travesty” (Claudia Priscila e Kiko Goifman, Brasil, 2018, 75’), foi organizada uma noite com falas e apresentações culturais protagonizadas por pessoas trans, como Raphaely Luz (mestre de cerimônias), Sophie & Hend Santana (apresentações musicais), Valentim Félix, Vicente Tchalian & Rodolfo Rodrigues (transmasculinos apresentadores do podcast Escuta Trans). “A Celebração de 2020 foi importante porque estivemos, como comunidade trans, à frente de um evento cultural que reuniu público significativo e que foi fundamental para gerar empatia e desmistificar estereótipos ainda atrelados à população trans”, enfatiza A Luisa Lamar, uma das produtoras e apresentadoras da Live da 2ª Celebração do Dia da Visibilidade Trans. 

luisa lamar

A Luisa Lamar, multiartista que comanda a live ao lado de Lupita Amorim

Para 2021, a organização da 2ª Celebração do Dia da Visibilidade Trans optou pela programação online em razão das medidas de contenção da pandemia de COVID-19. Essa decisão pelo online também é uma tática para atingir públicos que estão em outros lugares de Mato Grosso, ampliando, no longo prazo, a visibilidade da Celebração, cujo registro ficará disponível para acesso no Canal do YouTube do Cine Teatro Cuiabá.

Compartilhamento de curtas

Quinze audiovisuais (incluindo ficções, documentários e videoclipes) realizados por pessoas que residem em Mato Grosso e que colocam em cena pessoas trans serão compartilhados a partir das 10h de sexta-feira, 29/01, pelo facebook.com/cineteatrocuiaba. “Além de reunir conteúdos audiovisuais com protagonistas trans, a ideia é conversarmos, durante a Live (que acontece às 20h de sexta) sobre como as pessoas trans têm sido representadas no audiovisual produzido em Mato Grosso, bem como discutir sobre a abordagem das vivências trans e suas temáticas em produções artísticas”, comenta Lupita Amorim, uma das apresentadoras da Live e curadora dos audiovisuais compartilhados. 

amor

Naelly Podolsck em imagem do curta "O amor transforma"

Compõem a seleção de audiovisuais da 2ª Celebração do Dia da Visibilidade Trans: “Aquilo que me olha” (Felippy Damian, 2015, 11’); “Boneca de Neuza” (Luzo Reis & Thiago Costa, 2010, 11′); “Cautela” (Laise Mendes, 2020, 5'); “Ciranda” (Ângela Coradini & Felippy Damian, 2017, 25’); “Como ser racista em 10 passos” (Isabela Ferreira, 2018, 13’); “Lambatrans” (teaser) (Luisa Lamar, Carol Marimon, Alison Rangel & Isabelle Almeida, 2018, 2’); “Majur” (Íris Alves Lacerda, MT, 2018, 20’); “No avesso da noite de Palmas” (Bruna Irineu, 2017, 28’); “O amor transforma” (Elton Martins & Dizão Leão, 2019, 4’); “Plus Size: can be diva” (Elton Martins, 2019, 23’); “Poemargens” (Anna Maria Moura & Sol Ferreira, 2020, 25’); “Reparação” (videoclipe de A Luisa Lamar) (MC RB8/Anônima Beats, 2020, 3’); “Tá vendo, seu moço?” (videoclipe de Karola Nunes) (Juliana Segóvia & Pedro Brites,  2020, 5’); “The Chanel’s: trajetória, vivências e a construção da arte lgbt negra” (Wandeir Maurício dos Santos, 2020, 15’). Após lançamento na Live, “Origens” (Anna Maria Moura, Bruna Leite, Jennifer Sabino & Rubia Bernasci, 2020, 9') será integrado à programação. 

A 2ª Celebração do Dia da Visibilidade Trans é uma parceria entre Cine Teatro Cuiabá (SECEL), Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (ABEH), Luisa Lamar Produções, Podcast Escuta Trans, Rede Cineclubista de Mato Grosso (REC-MT) e Circuito de Festivais de Audiovisual de Cuiabá (Mostra de  Cinema Negro, Festival de Cinema Feminino Tudo Sobre Mulheres, CineCaos,  CINEMATO - Festival de Cinema de Cuiabá e MAUAL - Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina). 

lupita e xuxa

Lupita Amorim e Benedita Xuxa nos bastidores da gravação do curta "Origens"

Saiba mais 

Acompanhe a agenda cultural do Cine Teatro Cuiabá através do site www.cineteatrocuiaba.org.br e das redes sociais: Facebook @cineteatrocuiaba; Instagram. (*com assessoria) 

 

SERVIÇO

O QUE: 2ª Celebração ao Dia da Visibilidade Trans 
QUANDO E ONDE: Sexta-feira (29), a partir das 20:00, no Canal do YouTube do Cine Teatro Cuiabá (ou através do facebook.com/cineteatrocuiaba). Compartilhamento de curtas acontece a partir das 10h de sexta pelo facebook.com/cineteatrocuiaba.
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 18 anos
ACESSO: gratuito 
MAIS INFORMAÇÕES: A Luisa Lamar: 65 99308-1023 – contatoaluisalamar@gmail.com, e Lupita Amorim: 65 99292 3262 - lupitaamorimcoulee@gmail.com

 


Fonte: Tyrannus Melancholicus
Visite o website: http://tyrannusmelancholicus.com.br/