FILOSOFIA

Seleção de frases*



"A desinformação vem da profusão da informação, de seu encantamento, de sua repetição em círculos, que cria um campo de percepção vazio, um espaço como que desintegrado por uma bomba de nêutrons, ou por uma bomba que absorve todo oxigênio em volta"

"O canibalismo é a forma última e mais sutil da hospitalidade"

"Os EUA são o grau zero da cultura, possuem uma sociedade regressiva, primitiva e altamente original em sua vacuidade. No Brasil há leis de sensualidade e de alegria de viver, bem mais complicadas de explicar. No Brasil, vigora o charme"

"A clonagem é uma maneira de desaparecer. A clonagem é uma multiplicação ao infinito do mesmo, é o sistema do mesmo que recusa a alteridade"

"Se seguimos as vias da política do mal, as vias irônicas da corrupção, então chegamos a uma conclusão reconfortante: a corrupção é o mal que nos preserva do pior"

"Nunca teria havido ciências humanas nem psicanálise se tivesse sido milagrosamente possível reduzir o homem a comportamentos racionais"

"Se a coesão da nossa sociedade era mantida outrora pelo imaginário de progresso, ela o é hoje pelo imaginário da catástrofe"

"O pior num ser humano é mesmo saber demais e ser inferior ao que sabe"

“O tédio é como um zoom implacável na epiderme do tempo”


*Reproduzidas de vários sites

bbc

baudrillard

O francês Jean Baudrillard (1929-2007) foi sociólogo, poeta, fotógrafo e filósofo. Jamais foi um acadêmico. Não foi aprovado no exame para ser professor secundário e nem teve cargo universitário. Foi estruturalista, adaptando o estruturalismo para compreender o limite entre o real e a imaginação. Dedicou-se ao estudo do impacto das mídias e da tecnologia na vida contemporânea


Voltar  

Confira também nesta seção:
25.01.21 18h46 » A máscara do meu rosto*
25.01.21 18h46 » Cair e levantar
20.01.21 18h07 » Dobra do tempo
18.01.21 16h57 » Morte em Pleno Verão e Lá é Sempre Verão*
18.01.21 16h57 » Frases de "A Divina Comédia"*
11.01.21 21h00 » Mas que Nojo é esse!
11.01.21 21h00 » "Quarto de Despejo..." (trecho)
04.01.21 22h00 » O primeiro livro de cada uma das minhas vidas*
04.01.21 22h00 » Para sempre em cima*
28.12.20 21h36 » O marido silencioso*
28.12.20 21h33 » Aguenta o rojão*
22.12.20 19h51 » No interior da tarde*
22.12.20 19h51 » Frases e pensamentos*
22.12.20 16h43 » No cerrado, correndo trecho
15.12.20 21h00 » "Uma presença incômoda"
15.12.20 21h00 » A busca do presente*
08.12.20 18h00 » A um jovem*
08.12.20 18h00 » A ovelha negra*
01.12.20 19h00 » Urubus*
01.12.20 19h00 » O corpo de Luzia e o corpo do texto*

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet