PROSA

Frases e aforismos



Arte pra mim não é produto de mercado. Podem me chamar de romântico. Arte pra mim é missão, vocação e festa.

Que eu não perca a vontade de ter grandes amigos, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas.

A tarefa de viver é dura, mas fascinante.

Cumpriu sua sentença. Encontrou-se com o único mal irremediável, aquilo que é a marca do nosso estranho destino sobre a terra, aquele fato sem explicação que iguala tudo o que é vivo num só rebanho de condenados, porque tudo o que é vivo, morre.

Não troco o meu "oxente" pelo "ok" de ninguém!

Matar padre dá um azar danado. Sobretudo para o padre.

A massificação procura baixar a qualidade artística para a altura do gosto médio. Em arte, o gosto médio é mais prejudicial do que o mau gosto... Nunca vi um gênio com gosto médio.

O otimista é um tolo. O pessimista, um chato. Bom mesmo é ser um realista esperançoso.

Depois que eu vi num hotel em São Paulo um show de rock pela televisão, nunca mais eu critiquei os cantores medíocres brasileiros. Qualquer porcaria como a Banda Calypso ainda é melhor que qualquer banda de rock.

A humanidade se divide em dois grupos, os que concordam comigo e os equivocados.

A gente tem uma tendência para acreditar que não morre.

Sou um escritor de poucos livros e poucos leitores. Vivo extraviado em meu tempo por acreditar em valores que a maioria julga ultrapassados. Entre esses, o amor, a honra e a beleza que ilumina caminhos da retidão, da superioridade moral, da elevação, da delicadeza, e não da vulgaridade dos sentimentos.


*Reproduzido de https://www.pensador.com

ariano

O paraibano Ariano Suassuna (1927-2014) foi dramaturgo, romancista, ensaísta, poeta e professor

 

 

 


Voltar  

Confira também nesta seção:
25.03.20 19h00 » Frases do filósofo*
25.03.20 19h00 » Memória, asas pra que te quero
19.03.20 00h10 » "A peste", dois parágrafos do romance*
19.03.20 00h05 » "Ensaio sobre a cegueira" (excerto)*
12.03.20 18h18 » Enquanto*
12.03.20 18h10 » Proposital*
12.03.20 16h17 » Ô louco...
05.03.20 18h33 » Um pingo de sensibilidade*
05.03.20 18h00 » Dr. Popox
27.02.20 17h00 » "Ensaio sobre a Jukebox" (trecho)*
27.02.20 17h00 » O enterro de Sinhô*
21.02.20 18h37 » Restos de Carnaval*
20.02.20 18h00 » O verbo automático e delirante
13.02.20 18h30 » Sâo Paulo*
07.02.20 19h11 » Iasmin, 'gratia plena'
06.02.20 18h30 » Ele*
30.01.20 21h44 » Esses motoqueiros barulhentos. E babacas
30.01.20 19h00 » Lasquinhas da obra machadiana*
24.01.20 17h00 » Após três meses, o fim da licença prêmio
20.10.19 12h00 » O ladrão*

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet