LUTO

Mendes era de MT. Expôs em vários países



mendes

 

O tyrannus lamenta a partida do artista plástico mato-grossense Sebastião Mendes nesta quinta-feira (8), vitimado por um infarto, em área rural de Cáceres, sua terra natal. 

O artista, estabelecido em Assis (SP) nos últimos anos,  estava em sua cidade há aproximadamente três meses, onde vinha se dedicando à produção de novos trabalhos. Mendes tinha 54 anos e estava em plena atividade. Planejava trabalhar em uma exposição permanente, a convite da filha de Tarsila do Amaral, sua maior inspiração.

Dono de um estilo único, inconfundível, Mendes começou aos oito anos de idade a desenhar. Com 10 anos já pintava em óleo sobre tela e aos 16 anos fez sua primeira exposição. Desde então não parou mais de produzir e hoje é conceituado no Brasil e internacionalmente, tendo percorrido a Suíça, Alemanha, França, Bélgica, Espanha, Portugal e Cuba.

Sua especialidade era observar a riqueza dos detalhes para transformá-la em arte, imprimindo beleza em cores e formas. O homem do campo em sua rotina, pensando na vida, no descanso da lida sentado no pé de uma árvore, a mulher ribeirinha perto de um água-pé ou uma flor, pescadores na canoa, enfim, todas as cenas da simplicidade da vida do matogrossense, estão presentes na obra do artista que partiu.

Em 2017 ele ingressou na Academia Brasileira de Belas Artes, instituição que acolheu nomes consagrados como Cândido Portinari, Di Cavalcanti e Oscar Niemeyer.

Em 2018, ao lado de mais 11 artistas brasileiros (4 de MT), Sebastião Mendes participou, em Paris, de exposição coletiva no Centro Cultural Maurice Ravel, denominada "Doze Discípulos das Artes".

mendes capa

 

 

 

 


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet