VERSO

Daniella Oliveira

dani

Daniella Paula Oliveira nasceu em Cuiabá. Entre outros afazeres, poesias e crônicas ela faz

Tempo


O tempo vai mesmo nos encontrar na próxima esquina
Vai colorir nossos cabelos de prateado e rabiscar nossa face
Vai intimidar uns medos e afugentar umas assombrações
Trará novas canções preferidas, nas quais, não memorizaremos as letras
Por falar em memórias, o tempo trará reminiscências; embora sem exatidão,
compreenderemos melhor um passado longínquo que um presente arbitrário
O Tempo logo se encostará em nossas costas.
Não nos curvaremos. Postura ereta.
Ela é a seta a caminho da dignidade na maturidade
Não é só de idade que estamos falando.
É do Tempo.
Essa poesia que se soubermos ler traz magia aos dias.
Mal interpretada. Causa lágrimas de desassossego.
Então o jeito é abraçar o Tempo que nos espera na esquina,
Segurar sua cintura e bailar com ele.
Serenar o coração, mas não o tesão pela vida.
Chorar as partidas que o Tempo nos dá.
Brindar as conquistas, àquelas bem de dentro
Lá no centro, do nosso ser
E ao tremular as mãos no decorrer do percurso, reaprender a acariciar as horas.
Porque se o Tempo ainda está bem ali, sorrir ainda é o melhor dos encontros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


Voltar  

Confira também nesta seção:

Agenda Cultural

Veja Mais

Últimas Notícias

Mais Notícias

Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber nossa newsletter:

  • Nome:

  • Email:

  • assinar

  • cancelar


Copyright © 2012 Tyrannus Melancholicus - Todos os direitos reservadosTrinix Internet